estante

Não necessariamente nesta ordem e por influência de diversos amigos com gostos literários parecidos, eis os 10 autores que terão sim que entrar na minha estante este ano:

1. Bernard Cornwell

Por quê? Dois motivos: uma foi que um ex-namorado ficou completamente indignado quando eu disse que nunca tinha lido nada do autor (então eu preciso ler para julgar ou amar) e outra pela seguinte passagem da resenha de 1356 no blog Lendo nas Entrelinhas: “Quem já leu algum livro de Cornwell sabe que as descrições de suas batalhas são repletas de mal odores, visões inquietantes e sensações incomodas”.

2. Paulo Leminski

Por quê? Ah, os poetas… Leminski é um poeta curitibano que gosta de haikai  e brinca com a sonoridade e construção visual dos seus poemas. E vira e mexe está em algum facebook alheio em forma de imagem. Na verdade, já entrou na minha estante, pois meu pai estava passando pelo meu quarto e viu minhas anotações em cima da mesa com os autores para ler em 2014… e adivinha? Apareceram dois livros dele na minha mesa: Caprichos & Relaxos, e Agora é que são elas!

3. Ricardo Lísias

Por quê? Eu li este conto na revista Piauí dele: Divórcio. Amei e descobri que era um livro. Simples assim.

4. Harukai Murakami

Por quê? Hello, em que mundo você andou vivendo nos últimos dois anos?! A trilogia 1Q84 estava por todos os lados das minhas redes sociais! E todos que leram me contaram que o japa é demais, então preciso comprovar e ler.

5. Harlan Coben

Por quê? Ele é da turma do mistério! E, no meu antigo trabalho, as meninas faziam um clube da leitura onde os livros do autor eram os mais cobiçados ever!! Até descobri um blog de Listas Literárias (adoooro listas) onde colocaram os 10 livros de Harlan para ter na estante!

6. Frederico Moccia

Por quê? Por três livros do italiano:

  • “Três Metros Acima do Céu” (Tre metri sopra il cielo)

“Sou Louco por Você” (Ho voglia di te)

“Desculpa se te chamo de Amor” (Scusa ma ti chiamo amore)  

7. Johathan Safran Foer

Por quê? Eu vi a adaptação cinematográfica do livro Extremamente Alto e Incrivelmente Perto e me apaixonei. Simples assim.

8. Lionel Shrive

Por quê? Porque o filme precisamos falar sobre Kevin me conquistou e também porque a Gleice Couto do site Múrmurios Pessoais diviniza a mulher e me deixou completamente ansiosa para ler o Grande Irmão depois de fazer esta resenha aqui.

9.  Lemony Snicket

Por quê? Porque na verdade ele se chama Daniel Handler e escreveu Desventuras em Série.

10. Michele Hodkin

Por quê? Porque o primeiro livro da trilogia Mara Dyer (pelo que já li em resenhas) trabalha com clichês, tábua de ouija, adolescente perdendo a cabeça, mortes, alucinações (ou não….). E todas as resenhas me conquistaram; e a Gleice (a do Múrmurios Pessoais ) amou loucamente, isso me deixou super a fim de ler a trilogia.

Anúncios