Nenhum de nós conhece todos os possíveis cursos que nossas vidas poderiam ter tomado. E provavelmente é melhor assim. Alguns segredos devem ficar guardados para sempre. Pergunte a Pandora.

 

Avaliação: 3,5 de 5.

Confesso que não tinha interesse de ler O Segredo do Meu Marido  quando foi lançado. Mas foram tantos os blogs que ficaram frenéticos com o lançamento, que não resisti e acabei lendo. E gostei, viu?

A autora conta a história da vida de três mulheres:

– Cecília, casada com três filhas, um exemplo de mulher faz tudo. É o marido dela quem tem um segredo (ela acha uma carta que ele escreveu para que ela abrisse apenas depois que ele moresse).

– Tess, casada com um filho, tem uma agência publicitária com o marido e a prima inseparável e quase siamesa Felicity. Essa história de serem inseparáveis faz com que o marido tenha uma pequena confusão de sentimentos e se vê apaixonado pela prima da mulher. Ouch!

– Rachel, avó de Jacob e mãe do Rob e Janie. Janie perdeu a vida ainda adolescente e Rachel nunca soube quem foi que tirou sua vida. Ela convive com isso hpa vinte e tantos anos e culpa a última pessoa que viu Janie viva.

Contando a história destas três mulheres e suas família, a autora consegue ir afunilando e, ao final, entrelaçando três rumos em apenas um só. Achei interessante, pois a leitura flui de forma leve e tranquila, sendo que cada capítulo é dedicado a uma protagonista.

A forma como você se envolve no pensamento das personagens (concordando ou não com o que estão falando) também me manteve no livro até o fim. E, claro, teve uma parte que particularmente achei extremamente engraçada, que fez com que simpatizasse ainda mais com o livro e com a Tess. Ela, no meio de um surto psicótico enquanto tenta entender porque o marido queria a prima e agora não quer mais (por causa do filho, claro, mas ele não admite), solta um monte de groselha sem nexo:

 Não havia nada de errado com nosso casamento, havia? — perguntou ela. — Nós não brigamos.
Estávamos no meio da quinta temporada de Dexter! Como você poderia se separar de mim no meio da quintatemporada?

 

Resmo da ópera: uma leitura nem tão leve, mas agradável com uma história que faz sentido e envolvente.

Anúncios