Avaliação:3,5 de 5.

Reli este livro (ainda não sei porque insisti em fazer isso) para conseguir pegar o último livro da série (não sei porque vou fazer isso também).

Eu comprei esse livro pela capa, confesso. Estava sendo aquela sensação dos infernos o na época do lançamento e a capa me conquistou. E a história parecia sombria. É a história de uma garota que vê sombras – e elas atormentam bem essa garota, a Luce, porque ela não entende o que são e sempre parecem causar algum tipo de transtorno.

Como toda história young adult, estamos inseridos com Luce na escola nova que ela está frequentando, onde conhece diversas pessoas que irão se aproximar de maneira boa ou ruim dela. Temos o Cam e o Daniel, para promover aquela disputa de sentimentos (também temos um terceiro da escola anterior, sapecona essa Luce).

E aí (se você não quer saber mais do que eu escrevi em cima, tchau! Pode ser que seja um spoiler)

E aí tem toda a história de anjos. Olha, o livro me surpreendeu até. Achei que ia ser uma história besta de uma menina amaldiçoada por sombras e que a explicação ia ser péssima. (bom, não tivemos muitas explicações no primeiro livro, acho que por isso achei bom).  No final, você entende o Fallen (anjos caídos, ahn ahn?) e fica na expectativa para entender tudo aquilo que Luce ainda não entende também.

Falando dos personagens, Cam neste primeiro livro é aquele cara super lindo e fofo e simpático e amável, enquanto Daniel é um escrotinho. A Luce não me parece tão chata, mas tem aqueles mimizismos de protagonista que tem muitos homens nos pés e é meio sonsa. Mas, mesmo assim, gostei dela em Fallen. Temos alguns personagens que começam tímidos na história e no final você vai vendo que eles ganham importância para o andamento da série, o que foram surpresas boas.

Resumindo: o livro terminou de uma forma que você espera coisas boas da continuação.

 

 

Anúncios