A evolução de Mara Dyer

Este é o segundo livro da Trilogia Mara Dyer. O primeiro livro me fez pirar na batatinha e eu fiz uma pseudoresenha aqui.

Primeira coisa que queria falar sobre a tradução e revisão do livro em português (eu reli em inglês porque bateu uma frustração): a tradução achei muito ao pé da letra (o que tirou o impacto do sentido da frase que a Michelle escreveu) e, gente, quanto erro de digitação e revisão!!!! Sério, mega frustrada. O terceiro livro vou comprar em inglês e só em inglês.

Tirando os perrengues da versão em português, a autora não deixou a bola cair neste segundo livro da série!

SPOILER do final do primeiro livro a seguir!!!

A Mara terminou o primeiro livro vendo o fantasma do ex-namorado dela na delegacia… e passa o segundo livro tentando se convencer e convencer as pessoas que ela não ficou louca e viu o Jude mesmo! E o Noah parece ser o único a acreditar. Ela é internada em manicômio, e passa por tantas coisas que vão dando dicas do que pode estar nos esperando ao final deste segundo livro… e, pimba, não é que o final é tenso? Sei que não fui só eu que fiquei meio tensa com esse final meio macabro, e também fiquei um pouco surpresa com o que Mara descobre sobre os poderes dela e de outras pessoas… e há mortes, claro. Mara Dyer atrai mortes, e também provoca, não tem jeito.

Em resumo, a forma com que a história é conduzida prende você, as reviravoltas te angustiam e o final é escrito de uma forma que te deixa ansioso para o terceiro e último livro (que já saiu em inglês no dia 4 de novembro, corre gente!)

Continua valendo a pena!!!

Anúncios