O 2º livro da trilogia Não Pare! da autora brasileira FML Pepper (que lançou o livro como autopublicação na Amazon, quando nenhuma editoria aceitou publicar. Depois do sucesso, a Editora Valentina comprou os direitos). A resenha do primeiro livro está aqui ->  Não Pare!.

 

nao-olhe-post

 

Spoiler ALERT!

Nina, depois de ser entregue de bandeja pela sua morte e atual amor da sua vida, Richard, para um outro ‘clã’ das mortes, se vê quase morta e em apuros. Mas, quando constata que Richard ainda não fez o favor de levá-la da segunda dimensão para o beleléu, descobre que está em um local que nunca achou que visitaria: a terceira dimensão, onde todas as Mortes dos humanos habitam. E como ela conseguiu passar para o lado de lá? Ela é uma híbrida.

Chocantemente, sua mãe conseguiu fazer um tchufi tchufi com uma Morte e ela nasceu desta sapecagens entre raças e dimensões. O que seria impossível, já que as Mortes sugam nossa energia vital se ficarem muito tempo encostando na gente (se só de encostar já dá bugs, imagina se… bom, vocês entenderam).

Enfim, este livro é a jornada para manter Nina viva, para o Richard se declarar, mas depois largar ela e resgatar e largar e assim vamos… temos conhecimento agora de onde cada qual que conhecemos no primeiro livro pertencem na terceira dimensão (John, Kevin, quem foi o pai de Nina etc)… e o final… ah, o final!!! A Pepper conseguiu fazer um final para a gente querer começar rapidinho o terceiro livro! E eu já tinha algumas teorias de acordo com as reações das pessoas no primeiro livro, que me fizeram desconfiar de algumas coisas que se comprovaram verdades.

O ponto alto:

O ciúmes de Richard por John e o que resulta quando o primeiro está tentando tirar Nina da cidade do avô; as cenas onde Richard baixa a guarda e é fofo e sincero com Nina; conhecer as pessoas que criaram Richard.

O ponto baixo:

O mimimi da Nina com qualquer coisa que o Richard fala ou faça que não é idolatrá-la, beijar seus pés ou não desgrudar um minuto do seu lado. Ela é ingênua demais às vezes e poderia ter um pouquinho só de cérebro para conseguir sacar que estava rolando altos planos na cabeça do Richard – embora eu até agora não tenha conseguido entender no que vai dar esses planos todos dele.

Conclusão: vale a pena ler. Próximo post é sobre o último livro 😉

 

Anúncios